domingo, dezembro 10, 2006

ECS-10 Relato inicial

WIKISTÓRIA

28/11 No primeiro dia, só li, vi que era interessante, achei difícil, fui dormir.

29/11 No segundo dia, cliquei em tudo e descobri o que era pra fazer, vi que não era tãoooo difícil. Fui às leituras, tive idéias e fui dormir.

01/12 Escrevi o texto para a wikistória

03/12 Reli e complementei o texto

04/12 Fui ao Polo e postei minha participação, daí percebi que minha apresentação e texto estavam misturados e não consegui colocar ná página inicial, só na das letras.

10/12 Hoje, depois de ter relido o livro, voltei à história, li as postagens das colegas e coloquei mais uma participação. Ah! Consegui também colocar a apresentação no lugar certo. Blz

Juçara Becker

Em tempo...

O que é ser professor hoje? Ser professor hoje é viver intensamente o seu tempo, conviver; é ter consciência e sensibilidade. Não se pode imaginar um futuro para a humanidade sem educadores, assim como não se pode pensar num futuro sem poetas e filósofos. Os educadores, numa visão emancipadora, não só transformam a informação em conhecimento e em consciência crítica, mas também formam pessoas. Diante dos falsos pregadores da palavra, dos marketeiros, eles são os verdadeiros "amantes da sabedoria", os filósofos de que nos falava Sócrates. Eles fazem fluir o saber (não o dado, a informação e o puro conhecimento), porque constróem sentido para a vida das pessoas e para a humanidade e buscam, juntos, um mundo mais justo, mas produtivo e mais saudável para todos. Por isso eles são imprescindíveis.

Moacir Gadotti
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-88392000000200002&lng=es&nrm=iso&tlng=pt

Freire e Gadotti, bela dupla hein???

Um comentário:

Su disse...

É verdade Juçara!

Temos grandes educadores no Brasil. O que se faz necessário é que nos inspiremos neles para transformar as nossas práticas.

Aproveito para dizer o quanto foi bom te encontrar. Uma pena que nestes encontros seja difícil parar para simplesmente conversar. Espero que possamos fazer isso em janeiro.

Ou nas wikistórias, quem sabe, criando mais algum espaço. Desta vez para papo bemmmm informal.

abraço,
Suzana